Na última sexta-feira, dia 18, o governo dos Estados Unidos proibiu o download do TikTok e também do WeChat, usado por 19 milhões de pessoas no país, plataforma que permite transmitir mensagens, fazer compras e pagamentos, entre inúmeros outros serviços.

A TikTok, subsidiária da empresa chinesa ByteDance, contudo, recorreu à justiça americana pedindo que revogue a decisão de proibir o download de seu aplicativo nos Estados Unidos, a partir do próximo domingo, dia 20. 

A decisão de proibição do download do aplicativo TikTok foi tomada justamente quando a ByteDance negocia a transferência de parte de suas atividades para uma empresa americana.

No processo, a empresa TikTok alega que a proibição viola os direitos constitucionais de liberdade de expressão e julgamento justo e se mantida vai encerrar "irreversivelmente" a atividade do aplicativo no país deixando 100 milhões de usuários prejudicados.


Fonte: Correio Braziliense