Nesta quarta-feira (17), a Mesa Diretora da Câmara dos Deputados determinou a imediata reativação do Conselho de Ética que imediatamente representou contra o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) em virtude de sua prisão, por ele ter gravado e divulgado um vídeo em que fez críticas aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e defendeu o Ato Institucional nº 5 (AI-5).

O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) havia sido preso em flagrante, pela Polícia Federal na noite da última terça-feira (16) por decisão proferida em inquérito em curso no ST que apura notícias falsas ou fake news.

A prisão foi decretada pelo ministro Alexandre de Moraes da Suprema Corte, relator do inquérito que apura notícias falsas, e confirmada nesta quarta-feira (17), por unanimidade, pelo Plenário do STF julgamento que durou menos de uma hora e em que todos os ministros seguiram a decisão do relator

A decisão final sobre a prisão, no entanto, caberá ao Plenário da Câmara dos Deputados cujos líderes se reunirão na quinta-feira (18), às 14 horas, para tratar da apreciação da medida cautelar decretada pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

 

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Foto: Pixabay